domingo, 28 de junho de 2009

Origem do Bullying: preconceito!


O bullying é uma violência que acontece em muitos lugares, principalmente nas escolas. Ele possui algumas características que o diferencia de outros tipos de violência existentes nesta instituição. Uma dessas características é o fato das agressões acontecerem sem nenhum motivo que a justifique. É triste dizer... Mas a vítima não precisa ter feito nada, nada mesmo, para ser agredida, humilhada, machucada, rotulada. O agressor, por puro preconceito, trata de transformar a vida escolar e particular de sua vítima em um verdadeiro mar de sofrimento!
É por isso que precisamos acabar com o preconceito tão vivo (infelizmente) em nossos dias. É com a prática do respeito ao próximo e com atitudes simples que conseguiremos melhorar essa situação e ajudar a diminuir os casos de bullying existentes em todo o mundo!
Segue o enderço de um vídeo lúdico (excelente para os professores e pais transmitirem a seus alunos e filhos) sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos de Anistia Internacional, que este ano completa 61 anos:
http://www.educacaoemdireitoshumanos.org.br/site/anexos/declaracao.wmv



quarta-feira, 17 de junho de 2009

"Brincadeiras" que fazem chorar!


O livro "Brincadeiras" que fazem chorar! Introdução ao Fenômeno Bullying é um guia prático que permite aos pais conhecerem de forma clara e objetiva o que é bullying e como identificar se seus filhos estão envolvidos com o fenômeno.
Também ajuda a refletir sobre a atuação dos pais na educação das crianças nos dias de hoje.



Está a venda nas livrarias Cultura e Saraiva e também pelos sites submarino, americanas.com e all print editora pelo valor de R$17,90. Confiram!

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Lançamento do Livro: "Brincadeiras" que fazem chorar!


Lançamento do Livro "Brincadeiras" que fazem chorar! Introdução ao Fenômeno Bullying. O livro é um guia prático que permite pais e professores conhecerem de forma bem completa o que é o bullying, como identificar vítimas e agressores e como ajudar os envolvidos nesta violência.

Li e não gostei.

Acabei de ler uma matéria no site da Revista Encontro dizendo que o caso de Goiânia não foi bullying. Até aí tudo bem, nem sempre é fác...